O ex-presidente Michel Temer (MDB) compareceu à sede da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, cercado de seguranças particulares, na tarde desta quinta-feira (9). Michel ficará preso de forma preventiva, por determinação da 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro.

O ex-presidente e seu amigo João Baptista Lima, conhecido por coronel Lima, haviam sido presos na Operação Descontaminação, pela Justiça Federal do Rio e estavam em liberdade desde 25 de março.

Os dois são acusados de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O coronel Lima é apontado como o operador do esquema. O ex-presidente ainda enfrenta outros processos na justiça, como lavagem de dinheiro, por ele e sua filha Maristela terem propiciado o desvio de R$ 1,6 milhão das obras da usina nuclear de Angra 3 para realizar melhorias na casa dela, no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

FONTE: SITE AGORAMT